logo clinica ede

Tel: (11) 3159-3259 / 3159-3884 / icone whats 99226-7203

Especialidadesseta

Dúvidas e perguntas frequentes sobre tratamentos odontológicos

Grávidas

1 - A saúde bucal pode afetar a gravidez?

Há cada vez mais evidências sugerindo a existência de uma relação entre as enfermidades gengivais e os nascimentos prematuros, e de bebês que nascem com peso abaixo do normal. As gestantes portadoras de enfermidades gengivais têm maior propensão a dar à luz a bebês prematuros e abaixo do peso normal. Outros estudos devem ainda ser feitos para que se estabeleça de que maneira as enfermidades gengivais afetam a gestação. Parece que essas doenças aumentam os níveis dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto. Os dados também sugerem que quando uma enfermidade gengival piora durante a gravidez, o risco de o bebê nascer prematuro aumenta.


2 – O que é higiene oral odontológica?

Siga estes passos para garantir uma boca saudável: • Faça uma limpeza e avaliação de seus dentes;
Tenha certeza de que todo tratamento seja feito. Os germes que causam as cáries podem passar para seu bebê depois de ele nascer;
• Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia. Use uma escova macia. Tenha certeza de colocar as cerdas de escova no local onde a gengiva e os dentes se encontram. É aí que a gengivite começa;
• Passe o fio dental diariamente para limpar entre os dentes, onde a escova não alcança;
• Limite o número de vezes que você ingere doces ou lanches a base de amido no dia. Doces ou lanches a base de amido podem fazer com que seus dentes sofram “ataques ácidos”. Doces e refrigerantes podem causar cáries. Coma mais frutas e legumes;
• Faça o Pré-natal. Siga os conselhos de seu médico. Isso é importante tanto para a sua saúde quanto para a de seu bebê;
• Você necessita de cálcio para a formação dos ossos e dos dentes de seu bebê. Leite, queijos, feijão e folhas são fontes de cálcio.

 

3 - O que fazer para garantir uma gravidez saudável?

O melhor conselho que se pode dar a uma mulher que está pensando em engravidar é ir ao dentista e resolver todos os problemas bucais, antes de ficar grávida. Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação.

 

4 - Passos para um sorriso brilhante:

Cuidar da dieta diminuindo a ingestão de carboidratos industrializados, escovar os dentes após cada refeição, fazer uso do fio dental e visitar o seu dentista de seis em seis meses para prevenção.

 

5 - Quais problemas mais comuns durante a gravidez?

Os estudos revelam que um grande número de mulheres tem gengivite durante a gravidez, com acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes irritando a gengiva. Mantendo seus dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, você pode reduzir significativamente ou até evitar a gengivite durante a gravidez. E, além disso, você pode ajudar ainda mais a saúde de seus dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas


Crianças

1 - Chupar dedo faz mal? Como evitar?

O reflexo de sugar é normal e saudável nos bebês. Mas, o hábito de chupar o dedo pode causar problemas de desenvolvimento da boca e do queixo, e afetar a posição dos dentes, principalmente se continuar depois que os dentes permanentes tiverem irrompido. O resultado disso pode ser dentes anteriores que nascem inclinados para fora, ou mordida aberta. Isto pode causar problemas na vida adulta, como, por exemplo, dentes que se desgastam rapidamente, maior número de cáries e desconforto ao mastigar. As chupetas também podem causar danos parecidos, se usadas após a erupção dos dentes permanentes. A melhor maneira de tratar o hábito de chupar o dedo é através de estímulos positivos, não de palavras e comportamentos negativos. Para seu filho, o hábito de chupar o dedo é uma coisa natural. Elogie seu filho quando não estiver chupando os dedos. Talvez seja preciso resolver o problema de ansiedade que leva seu filho a ter este hábito. Você pode conscientizar seu filho que ele tem este hábito, colocando um esparadrapo no dedo que ele chupa ou uma meia em sua mão à noite. Seu dentista ou pediatra pode receitar um medicamento com sabor amargo para passar no dedo o que leva a criança a perder este hábito com mais facilidade.

 

2 - Como cuidar dos dentes de crianças entre 1 e 3 anos?

Cuidando bem da alimentação e fazendo uso de uma escova adequada (infantil, de cerdas macias), não se esquecendo da língua. Nessa faixa etária, é importante que os pais pratiquem a escovação próxima às crianças, para que elas possam imitá-los e assim adquirir o hábito.

 

3 - Como cuidar dos dentes dos filhos?

Mesmo antes de nascer o primeiro dentinho, é necessário que o responsável procure o odontopediatra para obter a devida orientação sobre a higiene oral, no que tange à língua e bochechas.

 

4 - Como prevenir a cárie na infância?

Evitar alimentos ricos em açúcares como bolos, biscoitos e refrigerantes, substituindo-os por frutas, legumes, sucos, peixe, etc. Escovar os dentes após cada refeição, fazer uso do fio dental. Além disso, receber a aplicação tópica de flúor e de selantes no consultório do odontopediatra.


5 - O que é cárie de mamadeira?

A cárie de mamadeira aparece em crianças que adormecem mamando (tanto no peito, quanto na mamadeira), ou seja, fica um longo período sem fazer a higiene bucal.

 

6 - O que fazer quando os dentes do meu filho começar a nascer?

Fazer a higiene com gaze umedecida em água filtrada e fervida. Geralmente, o bebê tende a babar mais e a colocar objetos na boca, o que é normal.

 

7 - Quais alimentos não prejudicam a saúde bucal do meu bebê?

As papinhas de frutas e legumes, sucos naturais e o leite materno. Na utilização de mamadeiras, estas não deverão conter açúcar.


Adultos

1 - Porque o flúor é importante para os adultos?

O uso do flúor odontológico é imprescindível como meio complementar para o êxito no controle da cárie dental. A promoção de saúde bucal pode ser feita pelo controle de placa dental, da dieta, e pelo uso de flúor (F).

 

2 - Qual é a importância da alimentação na saúde bucal?

Além de influenciar a saúde geral, a alimentação adequada é requisito básico para a manutenção de dentes e gengivas saudáveis. Uma alimentação balanceada dá aos tecidos da gengiva e dos dentes os nutrientes e minerais de que necessitam para permanecerem fortes e resistirem a infecções que podem levar à gengivite. Além disso, os alimentos fibrosos (como as verduras e frutas) ajudam a limpar os dentes e tecidos gengivais. Os alimentos moles e pegajosos tendem a ficar presos entre os dentes, produzindo mais placa bacteriana. Quando você consome alimentos e bebidas que contêm açúcar e amido, as bactérias da placa produzem ácidos que atacam seus dentes durante 20 minutos ou mais. Para reduzir o dano ao esmalte dos dentes, limite o consumo de alimentos e bebidas entre as principais refeições. E quando você comer entre as refeições, escolha alimentos nutritivos como queijo, verduras cruas, iogurte natural ou frutas.


3 - Qual é a melhor maneira de um adulto cuidar dos seus dentes?

A boa higiene bucal é a condição essencial para manter um sorriso bonito e saudável durante toda a vida adulta. Os adultos também têm cáries e doenças gengivais que podem tornar-se problemas sérios. Durante toda sua vida de adulto é essencial que você continue a: • Escovar os dentes no mínimo três vezes ao dia usando um creme dental com flúor para remover a placa bacteriana, aquela película pegajosa que se forma sobre os dentes e que é a principal causa da gengivite e das cáries;
• Usar fio dental diariamente para remover a placa bacteriana que se instala entre os dentes e sob a gengiva. Se a placa não for retirada, pode endurecer e formar o tártaro, que só poderá ser retirado pelo dentista;
• Limitar a ingestão de açúcares e alimentos que contêm amido, principalmente alimentos pegajosos. Quanto mais você come entre as refeições, maior a oportunidade dos ácidos da placa bacteriana conseguirem atacar o esmalte dos dentes;
• Consulte seu dentista periodicamente para um exame profissional detalhado.


Terceira Idade

1 - Como manter uma boa saúde bucal na terceira idade?

É necessário o acompanhamento periódico do dentista e do médico, pois os pacientes nessa faixa etária fazem uso de medicamentos que podem comprometer a saúde bucal.

 

2 - Gengivite na terceira idade?

A gengivite é um problema que afeta pessoas de todas as idades e que pode se tornar muito sério, especialmente em pessoas de mais de 40 anos. Vários fatores podem agravar a gengivite na terceira idade, inclusive:
• Má alimentação;
• Higiene bucal inadequada;
Doenças sistêmicas, como a diabete, enfermidades cardíacas e câncer;
Fatores ambientais, tais como o estresse e o fumo;
• Certos medicamentos que podem influenciar os problemas gengivais. Como as doenças gengivais são reversíveis em seus primeiros estágios, é importante diagnosticá-las o mais cedo possível. As consultas periódicas garantem o seu diagnóstico e o seu tratamento precoce. É importante saber que a boa higiene bucal evita o aparecimento de enfermidades gengivais.

 

3 - Os cuidados da dentadura na terceira idade?

Quando o idoso usa próteses (seja ela fixa, removível ou mesmo prótese total), é necessária a sua higienização tal como se faz com os dentes naturais. Boa escovação e imersão em substâncias antissépticas são recomendadas, pois as próteses também acumulam placa bacteriana que levam à formação de tártaro.

 

4 - Quais são os problemas mais frequentes na terceira idade?

Os problemas mais frequentes são a perda dos dentes e problemas periodontais. Estes consistem em alterações da gengiva, de osso alveolar e de ligamentos periodontais, que são as estruturas que fixam o dente.

© 2014 Clínica EDE & Associados - todos os direitos reservados - líbero+