logo clinica ede

Tel: (11) 3159-3259 / 3159-3884 / icone whats 99226-7203

Especialidadesseta

Dúvidas sobre estética dentária

1 - (Clareamento) Como clarear meus dentes?

Os dentes podem ser clareados através de géis ou produtos oxidantes (liberadores de oxigênio) de duas maneiras: 1. No consultório: o dentista isola os dentes (com um lençol de borracha) para proteger a gengiva e aplica um agente oxidante forte esse é chamado de clareamento a laser. 2. Em casa (doméstico): o paciente, sob a orientação do dentista, leva um gel oxidante fraco, para usar diariamente em casa.

 

2 - (Clareamento) O clareamento altera as restaurações já existentes?

Não. Mas o paciente precisa saber que talvez tenha de trocar ou retocar as restaurações antigas: uma vez que as restaurações não sofrem ação dos clareadores, parecerão mais escuras frente aos dentes clareados, causando desarmonia estética.

 

3 - (Clareamento) Os dentes clareados podem escurecer novamente?

Sim. Não estamos modificando hábitos alimentares, portanto os dentes serão submetidos aos mesmos agentes que os escureceram anteriormente, mas este processo levará mais alguns anos.

 

4 - (Clareamento) Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde geral?

Sim. Como outros produtos e medicamentos usados na Medicina e Odontologia, se usados corretamente conforme orientação, os produtos usados no clareamento não promovem nenhum prejuízo à saúde geral.

 

5 - (Clareamento) Qualquer pessoa pode ter seus dentes clareados?

Sim. Qualquer pessoa pode ter seus dentes clareados, desde que eles estejam íntegros, sem muitas restaurações.

 

6 - (Clareamento) Quantos dias são necessários para a conclusão do processo de clareamento doméstico?

Dura de 2 a 3 semanas, usando-se durante todos os dias por pelo menos 6 horas ao dia. Pode haver variações a depender do grau de escurecimento e de quanto se deseja clarear.

 

7 - (Clareamento) Vamos lembrar o que fazer?

Seguir as orientações do dentista;
• Monitorando o progresso do clareamento diariamente observando no espelho;
• Guardar o dispositivo, para o caso de necessitar de manutenção.


8 - (Clareamento) Vamos lembrar o que não fazer?

• Fumar durante o tratamento;
• Exagerar no café, no chá e na Coca-Cola.

 

9 - (Facetas Laminadas) Apresenta alguma vantagem frente às reconstruções em resina?

Sim, este procedimento permite um ganho em estética superior a das recomposições em resina, mas como todo tratamento odontológico deve ser executado por um dentista qualificado, pois se mal planejado pode causar um desgaste desnecessário no dentes.

 

10 - (Facetas Laminadas) Como ficam os dentes durante o processo de confecção da faceta em laboratório?

Durante esta fase o paciente deve receber uma faceta provisória feita em resina , moldada no consultório, para preservar a estética e o dente.

 

11 - (Facetas Laminadas) Em que situação é recomendada (indicada)?

Normalmente, são indicadas para o pacientes nas seguintes situações:
Dentes escurecidos e desgastados;
Diastemas (dentes separados);
• Dentes curtos ou longos demais;
• Dentes com problemas de formação;
• Dentes mal posicionados ou fraturados;
• Paciente que deseja mudar seu sorriso (cor, forma e textura).

 

12 - (Facetas Laminadas) Seu custo é alto?

Os tratamentos executados sob boas técnicas e material de primeira não são caros, levando-se em conta o custo benefício. Já os tratamentos executados com má técnica e materiais de segunda, são sempre caros por não resolverem o problema do paciente.

 

13 - (Facetas Laminadas) Sua durabilidade é boa?

O processo de execução inclui os materiais utilizados na confecção das facetas e na colagem evoluíram muito e bem cuidados pelos pacientes permitem uma vida longa a faceta. Portanto elas além de não soltarem facilmente são estáveis em relação à cor. Devemos salientar que além de merecerem uma higienização boa, o paciente deve possuir o hábito de visitar anualmente o dentista para uma avaliação da junção da faceta com o dente.

 

14 - (Restaurações Estéticas) Como é feita a manutenção das restaurações estéticas?

Boa higiene bucal, profilaxias periódicas, como também as visitas periódicas ao seu dentista prolongam a vida útil dessas restaurações.

 

15 - (Restaurações Estéticas) Na substituição de restaurações ocorre um maior desgaste do dente?

Não obrigatoriamente. A substituição de uma restauração em amálgama por outra em resina pela técnica direta não demanda maior desgaste, já se a substituição for por uma restauração executada por técnica indireta ocasionará desgaste do dente.

 

16 - (Restaurações Estéticas) O amálgama é realmente tóxico?

O poder tóxico do mercúrio presente nas restaurações dentárias em amálgama, ainda é duvidoso. Provou-se que o aumento dos níveis de mercúrio no sangue e na urina pode estar associado à presença dessas restaurações, embora nenhum trabalho tenha conseguido relacionar o desenvolvimento de doenças sistêmicas causadas por mercúrio em pacientes com as restaurações de amálgama


17 - (Restaurações Estéticas) Quais materiais são utilizados em restaurações estéticas?

São basicamente dois: cerâmica e resina composta. Os materiais utilizados são basicamente dois: cerâmica e resina composta. Os trabalhos em cerâmica demandam o auxílio de laboratório de prótese. Os cirurgiões dentistas preparam o dente e moldam sendo esta moldagem encaminhada para os laboratórios onde são preparadas as peças que depois são fixadas pelo dentista. Já as resinas permitem maior mobilidade podendo ser executadas no próprio consultório, moldadas sobre o dente em uma única sessão ou como as de porcelana, com o auxilio dos laboratórios.


18 - (Restaurações Estéticas) Qual seria a melhor escolha?

A eleição do tratamento indicado cabe ao dentista em consonância com seu paciente. A execução de uma restauração, em resina, no consultório normalmente é indicada para pequenas reparações. Nos casos onde a área a ser restaurada é muito extensa utilizamos a técnica indireta, ou seja, peças executadas em laboratórios, mas mesmo grandes correções podem ser executadas pela técnica direta.

 

19 - (Restaurações Estéticas) Uma restauração de resina ou porcelana tem a mesma durabilidade de uma em metal?

A durabilidade de uma restauração depende de uma série de fatores relacionados ao paciente e ao dentista. Como as restaurações estéticas são recentes se comparadas com as em metal, ainda não existe a comprovação prática de que elas vão durar ou vinte ou trinta anos como as antigas.

 

20 - (Restaurações Estéticas) Vale à pena trocar restaurações metálicas nos dentes posteriores por restaurações da cor dos dentes?

O acerto da troca de uma restauração metálica por uma estética depende do motivo. Se for para resolver um problema que envolve a saúde do dente, como uma fratura da restauração pré-existente ou mesmo retratamento de cárie não se discute sobre seu acerto. Mas se for por motivo puramente estético devemos considerar fatores como desgaste do dente, custo, estado da restauração existente e ver se a equação: custo X benefício resultou em positiva se não, é melhor aguardar outra oportunidade.

© 2014 Clínica EDE & Associados - todos os direitos reservados - líbero+